O mercado futuro do café arábica segue operando de maneira mista na tarde desta quarta-feira (4) na Bolsa de Nova York (ICE Future US). 

Por volta de 12h18 (horário de Brasília), o contrato com vencimento em dezembro/19 registrava alta de 50 pontos, sendo negociado a 123,35 cents/lbp. Março/20 registrava queda de 5 pontos, cotado a 123,70 cents/lbp, maio/20 tinha queda de 15 pontos, cotado a 125,90 cents/lbp e julho/20 recuava 15 pontos, negociado a 127,75 cents/lbp. 

Às 12h23 o dólar registrava baixa de 23%, cotado a R$ 4,195 na venda. O dólar desvalorizado tende a desencorajar as exportações. O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. 

No Brasil, o mercado interno acompanhou o exterior também registrou variações de altas nas principais praças do país. 

O tipo 6 duro registrou alta de 0,76% em Guaxupé/MG, estabelecendo valores por R$ 529,80, em Poços de Caldas/MG a alta foi de 1,98%, por R$ 515,00. Patrocínio/MG registrou aumento de 0,96%, por R$ 525,00. Varginha/MG teve aumento de 1,96%, encerrando as negociações por R$ 520,00.